Nosso serviço a Deus deve sempre progredir e acompanhar a condução do Espírito. O servo do Senhor deve estar atento ao Espírito. Se ele se apegar ao passado e quiser servir a Deus à moda antiga ou de maneira uniformizada, perderá o mover do Espírito.

Martinho Lutero serviu a Deus no século XVI de uma forma, Madame Guyon no século XVII o fez de outro modo, conforme o mover do Espírito na época. O mesmo ocorreu com John Wesley e John Nelson Darby no século XVIII. Todos esses gigantes espirituais deixaram suas riquezas para nós, entretanto, no século XXI, o Espírito avançou, e não podemos ficar parados no tempo deles. Temos de ser sensíveis ao Espírito. Por quase dois mil anos de história da igreja, o Espírito de Deus avançou todo o tempo. Se olharmos para o livro de Atos, veremos esse fato. Mesmo depois do último capítulo de Atos, o Espírito continua a progredir até os dias de hoje.

E você, tem progredido em seu serviço a Deus? Ele quer nos levar para o reino milenar. Não podemos ser saudosistas e nos apegar às práticas antigas limitando a ação do Espírito ao que pensamos ser o melhor. “Pra frente” vamos – sempre!

Com vistas ao aperfeiçoamento dos santos, para o desempenho do seu serviço (Efésios 4:12)

Assine já o Jornal Árvore da Vida. Para assinar Clique Aqui