Resultados da sua busca

CHAMADOS À COMUNHÃO

11/05/2018

Toda vez que o apóstolo Paulo escrevia uma carta, começava dizendo quem era ele, isto é, quem era o que escrevia a carta. Em 1 Coríntios 1:1, ele começa dizendo: “Paulo, chamado”. A segunda palavra da carta é chamado. A primeira coisa que temos de ver é que Paulo foi chamado. E ele continua: “Chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo, e o irmão Sóstenes, à igreja de Deus” (vs. 1b-2a). Para quem o chamado escreveu a carta? Para a igreja.

Em grego, a palavra igreja é ekklesía, que significa uma assembleia, uma reunião de pessoas chamadas para fora de algo. Quem foi o autor? Um chamado.

OS DESTINATÁRIOS SÃO OS CHAMADOS

Para quem escreveu? Para pessoas chamadas. O chamado escreveu para os chamados. Jovem, qual é sua posição, seu status? Você, que creu no Senhor Jesus, é um chamado. Se Paulo fosse escrever essa carta hoje, estaria escrevendo para você e para mim, os chamados.

Para reforçar a ideia, Paulo continua: “Aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam” (v. 2b – VRC). Invocar é fazer o quê? É chamar. Então, você recebe uma carta de alguém que foi chamado, você mesmo é um chamado, e chamado para quê? Para chamar. Chamado para invocar o Senhor Jesus: “Ó Senhor Jesus!” Ao chamarmos o Senhor Jesus, chamamos Aquele que nos chamou. Podemos dizer que O chamamos porque Ele nos chamou primeiro.

Não só isso, mas no versículo 9 Paulo diz: “Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de Seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor”. Fomos chamados à comunhão. Nesses nove versículos, o conceito da palavra chamar aparece cinco vezes. Podemos dizer que o encargo de Paulo, o que estava no coração dele, que, na verdade, é o encargo do próprio Deus, era mostrar aos cristãos da igreja em Corinto que eles eram pessoas chamadas.


Paulo apresenta-se como alguém chamado e lembra aos coríntios que eles também foram chamados. A primeira coisa que acontece quando uma pessoa é chamada, e responde a esse chamamento, é uma separação. Quando alguém é chamado, no meio de tantas pessoas, se ele vier, vai-se separar dos outros que não vieram. Separar é santificar. Por isso, Paulo diz: “Aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos” (VRC). Você pode dizer chamados santos, separados, apartados, distanciados. Separados de quê? Separados das pessoas, dos pensamentos, das ideias, dos hábitos, dos costumes, com os quais você antes convivia e se envolvia, os quais via e ouvia e dos quais participava. Tudo o que envolvia sua vida antes de ser chamado.


CHAMADOS SANTOS


Que é você, jovem? Você é um chamado santo, isto é, chamado e separado por Deus, o Santo. Esse é o sentido do chamamento de Deus. Quando Paulo se coloca como alguém chamado, é porque passou por essa experiência. Você conhece a história dele.

Ele era alguém que perseguia a igreja, lançava na prisão os que invocavam o nome do Senhor e dava o voto para que fossem apedrejados. Mas, um dia, que aconteceu? Quando estava no caminho para Damasco, justamente para prender os que invocavam o nome do Senhor, alguém o chamou assim: “Saulo, Saulo!” (At 9:4). Isso foi um chamamento. Paulo foi chamado ali. Então é assim que ele se apresenta, como um chamado. É como se ele dissesse: “Quem escreve para vocês, coríntios, é alguém que um dia foi chamado, assim como vocês. Eu, um chamado, escrevo a outros que também foram chamados”.

Deus é um Deus que chama. A Bíblia inteira é um grande relato de chamamento após chamamento. Deus chama, e chama, e chama. E continua chamando, sempre! Qual foi a primeira pessoa que Ele chamou? Foi a primeira pessoa que criou. Quando Adão estava no Éden e desobedeceu a Deus, comeu do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, teve medo e se escondeu (Gn 3:8,10). Que fez Deus? Ele chamou: “Adão! Adão! Onde você está” (v. 9)? Desde Adão, o primeiro homem, Deus chama, e chama pelo nome. Deus conhece o nome de cada pessoa. Quando Ele chama, não diz: “Ei, você aí!” Não é assim que Ele faz. Ele chama pelo nome: “Adão!”

Jovem, lendo este texto, desde já, abra bem os ouvidos, porque Deus vai chamar o seu nome! Você deve ter um desejo ardente de ouvir o Senhor chamar o seu nome. Deus é um Deus que chama e Ele certamente chamará o seu nome. O problema é que, às vezes, nossos ouvidos não estão atentos, abertos. Estamos distraídos com muitas coisas e não O escutamos. Que tal separar esses momentos só para o Senhor, para ficar atento, para abrir os ouvidos e, quando Ele o chamar, não deixar passar o chamamento Dele? Ele vai chamar você pelo nome. Você sabe o seu nome e o Senhor também. O Senhor irá chamá-lo pelo nome.
Quando lemos todas as histórias da Bíblia, vemos que Deus sempre chamou pessoas. Ele chamou Adão,que inicialmente se escondeu, mas, por fim, veio. Escondeu-se porque estava com medo do Senhor, mas, quando se apresentou, Deus lhe providenciou uma salvação. O chamamento de Deus é sempre positivo e resulta em algo positivo. Amém!

Assine já o Jornal Árvore da Vida. Para assinar Clique Aqui

As propagandas exibidas neste site são baseadas nos interesses do usuário, coletadas pelos mecanismos de busca durante a navegação, por isso o conteúdo delas pode variar.