Resultados da sua busca

O combustível e o mapa

07/02/2020

Eles estavam apressados. Arrumaram as malas, colocaram-nas no carro e partiram. Era a viagem de núpcias e decidiram se aventurar estrada afora. Prometia muito… Andaram e andaram, descontraídos, relaxados e tudo parecia bem até que começou a anoitecer, quando, então, o marido se deu conta que o combustível estava na reserva e o lugar onde estavam era desconhecido e deserto. Finalmente acharam um posto de gasolina, mas quando pediram para encher o tanque, foram surpreendidos com a afirmação: “Estamos sem gasolina aqui”. O próximo posto estava muito distante. A partir de então, começaram a discutir e colocar a culpa um no outro de não ter observado o ponteiro que indicava o nível de gasolina no tanque. A alegria foi substituída pela incerteza, a satisfação pela discórdia, o amor pelo ódio. Que situação!
Bem, essa história, que foi um pouco adaptada de algo que realmente aconteceu, nos apresenta algumas lições que nos servem de ilustração para nossa jornada conjugal. Muitos, assim que se casam, como esse casal citado, estão alegres, cheios de sonhos e expectativas para a nova vida a dois. Que os poderia atrapalhar?

Aparentemente tinham tudo para ser felizes “para sempre”. Tinham um carro, dinheiro e principalmente: um ao outro. Nada de errado com isso, mas provavelmente se esqueceram de que ao casarem entraram em uma “aventura” que precisará de algumas coisas básicas para atingir o objetivo, pois a “noite” virá e será melhor que ninguém seja pego despercebido como na história acima.

Primeiro, é importante verificarmos constantemente a quantidade de “combustível” – que mantém nosso amor em fogo – isso é, se temos o suprimento espiritual suficiente para as horas difíceis.

Na Bíblia há um caso que o povo de Deus precisava de encorajamento para terminar uma grande obra. Deus por meio de Seu profeta Zacarias, mostrou-lhes que Ele mesmo seria uma fonte de azeite, constante, para que seu povo brilhasse e concluísse a obra (Zacarias 4). Não dependeria da força nem do poder deles, mas do Espírito do Senhor que os supriria até o fim.

De fato se queremos ter nosso “tanque” do amor sempre cheio, nosso carro – vida conjugal – sempre avançando e nosso casamento sempre brilhando, precisamos desse suprimento abundante do Espírito de Deus. Não nos esqueçamos de que tudo parece bem até que a “noite” da crise financeira, do desgaste do relacionamento ou do problema de saúde, surjam, e isso sempre acontece quando menos se espera. Além disso, ao buscarmos uma “fonte” errada podemos ser frustrados com o resultado: “Não temos como ajudar vocês”. Mas, se nos humilharmos dia a dia, e nos colocarmos diante de Deus, em oração, invocando o Seu nome, veremos que Ele é a fonte inesgotável de perdão, paciência, tolerância e perseverança que nosso amor precisa. Outra coisa, para os desavisados, é bom viajar sempre com um “mapa”, e no caso do casamento, precisamos investir tempo na Palavra de Deus, a Bíblia, pois sem ela podemos nos perder no meio do caminho e não saber como alcançar o objetivo final do casamento: servir a Deus e cooperar  com Ele para que Sua vontade e Seu  reino sejam estabelecidos na terra.

Assine já o Jornal Árvore da Vida. Para assinar Clique Aqui

As propagandas exibidas neste site são baseadas nos interesses do usuário, coletadas pelos mecanismos de busca durante a navegação, por isso o conteúdo delas pode variar.