Resultados da sua busca

OS REQUISITOS APRESENTADOS POR PEDRO PARA REINAR

29/05/2020

Fomos regenerados para entrar no reino eterno

Damos graças a Deus que, na Bíblia, entre os sessenta e seis livros, temos um versículo, 2 Pedro 1:4, que diz que somos participantes da natureza divina, a natureza de Deus. Essa é uma das verdades mais elevadas contidas na Palavra de Deus, revelada a nós por meio do apóstolo Pedro. Em sua primeira epístola, Pedro discorreu acerca da necessidade de termos a vida de Deus (1 Pedro 1:3). Já na segunda epístola, o apóstolo intenciona apresentar o objetivo de Deus ao querer que os homens sejam regenerados: além de terem a vida divina, permitir que ela cresça a ponto de estar na mesma proporção da vida que há no Senhor.
Pedro, em sua experiência, diz-nos ser necessário rejeitar nossa vida da alma para que vida de Deus cresça em nós. O apóstolo nos mostra que o quanto rejeitarmos e negarmos nossa vida da alma determina o quanto de vida divina ganharemos. O encargo de Pedro em suas epístolas é impressionar-nos quanto à importância de termos mais da vida divina em nós e menos de nossa vida da alma, nosso ego. Esse encargo não foi resultado de uma visão, mas de sua vida desde o tempo que andava com o Senhor  Jesus até sua maturidade (Mateus 16:24). Por um lado, Pedro nos diz que devemos negar a nós mesmos; por outro, apresenta-nos a maneira de ser enchido com a vida de Deus. A melhor maneira é estar na posição correta: sob o dispensar do Deus Triúno, revelado em 2 Pedro 1:3-4. Uma vez debaixo desse dispensar, precisamos reunir toda nossa diligência para que algo aconteça. Nossa entrada no reino se tornará real à medida que associarmos as virtudes divinas à nossa fé. Se essa for nossa experiência contínua, seremos supridos com uma ampla entrada no reino eterno de nosso Senhor Jesus Cristo (vs. 5-11).
O que Pedro nos apresenta em seus escritos tem como objetivo nos ajustar. Nossa vida espiritual começou com a regeneração e seu desenvolvimento culminará na entrada no reino eterno.Esse é o encargo principal de Pedro ao escrever suas epístolas em sua maturidade: que entremos no reino eterno; não como convidados, mas como os que reinarão com Cristo.

Buscar os requisitos para entrar no reino eterno

Ter a vida de Deus é o primeiro passo para alcançar o reino eterno, depois é necessário deixá-la crescer em nós. Além de termos a vida e natureza de Deus, para entrar no reino precisamos: negar o ego, ser diligentes, atingir a expressão máxima da vida divina, o amor ágape (amor de Deus), ser ativo e dar frutos espirituais, entre outras exigências que a Bíblia nos mostra.
Viver a vida normal da igreja em cada cidade também constitui um fator relevante que nos faz crescer e por isso nos ajuda a entrar na manifestação do reino. Na era atual, a igreja é o antegozo do reino, a realidade do reino eterno.
Ser um vencedor, no contexto da experiência de Pedro, bem como de seus escritos, requer de nossa parte uma diligência cada vez maior (2 Pedro 1:10). Um vencedor é alguém que cresceu na vida divina e negou sua vida da alma. Ao mesmo tempo, é aquele que expressa a natureza divina em sua humanidade.Isso o qualificará a obter como galardão a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Por fim, a entrada no reino eterno, assim como a introdução de novos céus e nova terra está totalmente relacionada com o nosso arrependimento. Em seu último capítulo, Pedro mostra essa necessidade para que o Senhor possa voltar (2 Pedro 3:9 13). Que possamos atender o chamado de Pedro ao arrependimento e, então, apressar a vinda do Senhor Jesus.

Assine já o Jornal Árvore da Vida. Para assinar Clique Aqui

As propagandas exibidas neste site são baseadas nos interesses do usuário, coletadas pelos mecanismos de busca durante a navegação, por isso o conteúdo delas pode variar.