Mulher rixosa
Provérbio do Dia
Pedro Dong
13/11

“O gotejar contínuo no dia de grande chuva e a mulher rixosa são semelhantes; contê-la seria conter o vento, seria pegar o óleo na mão” (Provérbios 27:15-16).

Há um tipo de chuva chamada de orográfica, ou de relevo, que tem baixa intensidade e longa duração. Esta é uma característica imutável deste tipo de precipitação. Podemos ficar incomodados com o barulho, desejosos de ver a luz do sol com intensidade, ou até mesmo desapontados por não podermos fazer atividades ao ar livre. Porém não há o que fazer em dias assim, apenas conviver com o incômodo da chuva. De tal modo é suportar as queixas, desavenças e reclamações incessantes de uma mulher rixosa. Pensar que tais atitudes rixosas podem ser contidas é tolice. Bem como pensar ser possível conter o vento ou segurar o óleo com as mãos.

E não apenas as mulheres podem ser rixosas, todos estão suscetíveis a este erro. Rixas, inimizades, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções e invejas, são frutos da carne. Mas você deseja expressar frutos da carne e ser como uma chuva orográfica com gotejar contínuo ou expressar os frutos do espírito que são amor, alegria, paz, longanimidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio (Gálatas 5:22-23)? Pense um pouco a respeito de como tem sido seu testemunho no viver da igreja e ore para produzir frutos do espírito.

Curta a minha página no Facebook e veja também em vídeo.
https//www.facebook.com/Pedro.Dong.Ivpt/