Resultados da sua busca

UM ENCONTRO MARCANTE

29/03/2019

Prezado leitor, nesta edição, fizemos uma alteração na coluna Boas novas. De agora em diante, ela passará a se chamar Evangelho da graça. Nesta sessão, apresentaremos aos leitores um aspecto do evangelho que mostra o que o Senhor Jesus representa para os pecadores: Ele é a salvação gratuita para todos os que Nele creem.

O evangelho de João narra a história de um encontro que marcou a vida de uma pessoa. Conta-se a história de uma mulher samaritana que, por pertencer a uma raça de sangue misturado e também por já ter tido vários maridos, sofria certo preconceito em sua cidade, chamada Sicar, perto das terras que Jacó dera a seu filho José.

Ao meio dia, Jesus se assentou junto a uma fonte. Foi ali, naquela fonte, ao meio dia, que aquela mulher iria encontrar a pessoa que mudaria sua vida para sempre. Ela foi à fonte para buscar água e ali conheceu Jesus, que lhe pediu água para beber. Aquela abordagem chamou a atenção da mulher. Afinal, o Senhor Jesus era judeu, e ela, samaritana. Essas duas raças não se davam muito bem.

Enquanto conversavam, o Senhor disse à mulher que tinha uma água que, se ela bebesse, nunca mais teria sede. A mulher, sem entender o que Jesus havia lhe falado, pensou que Ele se referia à água da fonte onde estavam. No entanto o Senhor não estava se referindo à água física, e sim à água espiritual, que era Ele mesmo.

A mulher, então, pediu-lhe da água, e o Senhor lhe deu. Ele saciou a sede da mulher e garantiu que, depois que bebesse daquela água, ela nunca mais teria sede. Pelo contrário, aquela água jorraria como uma fonte para a vida eterna. Aquele encontro marcou a vida da mulher samaritana.

Caro leitor, você já se encontrou com o Senhor Jesus? Há quanto tempo você busca, nos mesmos lugares, saciar sua sede interior? Muitos visitam diariamente a fonte da música, dos esportes, do trabalho e tantas outras fontes. Todavia, no dia seguinte, a exemplo da mulher samaritana, precisam voltar para saciarse novamente. Que tal você orar assim: “Senhor Jesus, faz tanto tempo que visito as mesmas fontes e ainda me sinto vazio e com sede. Visita-me em minha cidade, aproxima-te de mim e fala comigo.

Preciso conhecer-te. Confesso que sou vazio e tenho sede. Preciso de Ti. Preciso da Tua graça salvadora”.
“Aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede”
(João 4:14).

Assine já o Jornal Árvore da Vida. Para assinar Clique Aqui

As propagandas exibidas neste site são baseadas nos interesses do usuário, coletadas pelos mecanismos de busca durante a navegação, por isso o conteúdo delas pode variar.